DIÁRIO.png
Sem título-1.png
blog 2.png

Região: empresas de curadoria artística e de entretenimento estão otimistas com retomada de eventos


A pandemia do novo Coronavírus fez com que o mercado do entretenimento se reinventasse. O segmento viu os grandes eventos pararem, mas experimentou uma nova forma de fazer entretenimento, com os eventos virtuais ao vivo transmitidos por plataformas e lives. Nesse novo formato o mercado abraçou a tecnologia junto com o conteúdo, parte tão importante para as empresas se comunicarem com os seus públicos. A tecnologia firmou-se como um dos principais caminhos para produção e realização no setor cultural.

Segundo estudo realizado pela FGV, no Brasil, o setor de economia criativa corresponde a 2,64% do Produto Interno Bruto (PIB) e é responsável por 4,9 milhões de postos de trabalho diretos e indiretos. Para esse ano, a previsão é de um fechamento em 181,9 bilhões.


A região Sul Fluminense sempre foi um celeiro cultural e de fomento às artes. E as empresas especializadas em entretenimento e curadoria artística estão otimistas para o momento de retomada do setor de eventos com a recuperação gradativa da economia e o avanço da vacinação.


A empresa Cartola Entretenimento, com sede em Resende, é um exemplo disso. Especializada em curadoria artística 360° e consultoria em entretenimento, está notando aumento na procura e por isso se prepara para novos projetos em diversas áreas. A expectativa, segundo a empresa, é que os negócios tenham alta de 50% nos próximos meses.


- Nossa atuação é inovadora, focada em mapeamento do mercado de entretenimento, segmentando-o por perfis de talentos e oferecendo para marcas e agências, uma curadoria assertiva para todos os tipos de projetos, eventos e campanhas publicitárias - explica Maria Elisa Coelho, uma das sócias da empresa.


Fonte: Fluir Comunicação

Imagem: Ilustrativa

VEJA TUDO:

 cidade    diário de itatiaia BLOG   cultura   esporte   política     polícia     vida social      colunistas      vídeos

+ MAIS NOTÍCIAS: