DIÁRIO.png
Sem título-1.png
blog 2.png

Ministério da Saúde alerta para a importância de atualizar a caderneta de vacinação


NACIONAL - Grande parte das vacinas que previnem a maioria das doenças são administradas na infância e integram o Calendário Nacional de Vacinação recomendado pelo Ministério da Saúde. Por isso, a Pasta reforça a importância da população buscar os postos de saúde para manter a caderneta de vacinação em dia.

Os imunizantes estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde e postos de vacinação em todo Brasil. A vacinação contra a poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil, é considerada uma das mais importantes e deve ser administrada em crianças menores de cinco anos. O esquema vacinal para este imunizante é composto de três doses mais dois reforços, conforme estabelecido no calendário nacional.

O sarampo é outra doença que merece atenção de pais e responsáveis. Casos da doença ainda estão sendo registrados no Brasil e a população precisa estar com a situação vacinal atualizada, para diminuir o risco de complicações e até mesmo óbitos pelo sarampo. Para proteção de crianças e adolescentes contra essa doença, o indicado é tomar duas doses da vacina, sendo a primeira dose aos 12 meses e a segunda dose, aos 15 meses de idade.

A febre amarela é outra preocupação e atualmente há evidência de circulação do vírus em algumas localidades. A vacinação é a medida mais eficaz e segura contra essa doença. As crianças menores de cinco anos de idade devem receber uma dose da vacina aos 9 meses de vida e uma dose de reforço aos quatro anos de idade. Pessoas a partir de cinco anos de idade, nunca vacinadas, deverão receber apenas uma dose para garantir a proteção contra a doença por toda vida.

Para manter as vacinas em dia, a caderneta é uma ferramenta importante para o acompanhamento integral da saúde infantil. Por isso, no final de fevereiro, a Pasta anunciou a distribuição de 10 milhões de exemplares da terceira edição da Caderneta da Criança – Passaporte da Cidadania. O intuito é fortalecer, cada vez mais, o crescimento e o desenvolvimento da criança junto às famílias.


Fonte: Ministério da Saúde Foto: Erasmo Salomão/MS

VEJA TUDO:

 cidade    diário de itatiaia BLOG   cultura   esporte   política     polícia     vida social      colunistas      vídeos

+ MAIS NOTÍCIAS: