DIÁRIO.png
Sem título-1.png
blog 2.png

CIEP 488 Ezequiel Freire é destaque em reportagem da Revista Época, sobre educação remota


CIEP 488 Ezequiel Freire, em Itatiaia

Itatiaia, 23/03/20121 - Foi com muito orgulho que a diretora do Colégio Ezequiel Freira (CIEP 488), Angélica Alvarenga, compartilhou, em suas redes sociais, a reportagem da Revista Época, intitulada “A Odisseia Digital”, na edição de março.


O assunto: os desafios do ensino remoto. E um dos destaques positivos da reportagem: como o CIEP 488 de Itatiaia saiu da curva do não tão eficiente ensino remoto em vários estados brasileiros. A pandemia causou e ainda causa um dos mais longos períodos de afastamento escolar registrados no mundo e a reportagem da Época entrevistou alunos de escolas particulares e públicas, além de profissionais sobre esse momento desafiador.


Um dos alunos do Ezequiel Freire, Heitor Guthierrez, de 17 anos, está cursando o Ensino Médio e ao ser entrevistado, contou que, mesmo com a pandemia, conseguiu manter o vínculo com a escola. Sobre a reportagem e sobre as estratégias usadas na escola, a diretora, Angélica, contou foi preciso se reinventar. E deu certo. Dos 745 alunos matriculados no início de 2020, apenas 4 não chegaram até o final. E para este ano, a escola garantiu 100% da renovação das matrículas e ainda conquistou mais 100 alunos novos.

A diretora, Angélica Alvarenga

- A educação remota é algo novo para muitas escolas. Todos fomos pegos de surpresa com essa pandemia. Neste ano de 2021, com todo o aprendizado adquirido, estamos mais seguros e motivados. Acredito que o diferencial da nossa escola seja a profunda e contínua ligação que temos com nossos alunos, o que nos permite acompanhar de perto a cada um deles (os 800 no celular) em suas necessidades tanto quanto aos estudos, quanto ao apoio psicológico. Alguns alunos, especialmente os de mais idade da EJA, tem um pouco mais de dificuldade com às tecnologias e precisam de mais atenção.– contou a diretora que afirmou ter todos os alunos em seu Whatsapp.


Com o lema “Nenhum aluno a menos", a escola aposta na união da equipe gestora ao time de professores. “Procuramos minimizar o máximo possível os prejuízos dos alunos nesse período. Nossa equipe não mede esforços para ofertar uma Educação pública de qualidade, mesmo sabendo que nada substitui o ensino presencial”.


Para a diretora, o maior desafio, claro, é a saudade de olhar nos olhos, dos abraços e daquela “bagunça” boa de escola.

A direção afirmou que sua equipe não tem medido esforços para ofertar uma Educação pública de qualidade...

- O maior desafio é a falta que nós sentimos e os alunos também do contato com os colegas e professores presencialmente. Seguimos firmes no propósito de ensinarmos, para que quando tudo isso passar, possamos comemorar a vida e sem muitos prejuízos no aprendizado – disse Angélica.


Porque o amor por essa causa, desses grandes profissionais da Educação, nem a distância pode mudar.


Trecho da Reportagem - Revista Época



VEJA TUDO:

 cidade    diário de itatiaia BLOG   cultura   esporte   política     polícia     vida social      colunistas      vídeos

+ MAIS NOTÍCIAS: