DIÁRIO.png
Sem título-1.png
blog 2.png

Chuva: Zona de Convergência do Atlântico Sul coloca estado do RJ em alerta

Os modelos numéricos estão indicando que esse episódio de ZCAS não irá influenciar diretamente as cidades do Médio Paraíba Fluminense, Grande Rio e região dos lagos.

Itatiaia, 07/01/2022 - A passagem dessa frente fria vai alinhar a convergência de umidade em baixos níveis entre a Amazônia e o sudeste do Brasil, dando inicio a um novo episódio de Zona de Convergência do Atlantico Sul (ZCAS). A ZCAS vai se configurar nesta sexta-feira (07/01), e vai influenciar o tempo em parte do estado ao longo de todo o final de semana e começo da próxima semana. Os principais modelos numéricos estão indicando que nos próximos 7 dias são esperados volumes de chuva extremamente altos, com destaque para a região Serrana, norte e noroeste Fluminense, onde o acumulado de chuva no período pode variar entre 250 mm e 300 mm.


Essa chuva pode causar sérios problemas, entre eles o alto risco de alagamentos, enchentes e deslizamentos de terra, a população deve ficar muito atenta.

Até o momento os modelos numéricos estão indicando que esse episódio de ZCAS não irá influenciar diretamente as cidades do Médio Paraíba Fluminense, Grande Rio e região dos lagos, mas isso não significa que irá chover pouco nessas áreas, em alguns pontos o volume de chuva pode ultrapassar os 100 mm nos próximos dias, podendo trazer transtornos para a população.


Moradores das cidades da Costa Verde devem ficar atentos, até o momento dessa publicação não há indícios de que a ZCAS vá influenciar diretamente o tempo nessa região do estado, a chuva volumosa que está sendo prevista para essa região será provocada por outros fatores. A presença de uma massa de ar polar em alto-mar vai empurrar ventos carregados de umidade do oceano em direção ao continente, isso vai provocar chuva do tipo orográfica na região da Costa Verde. As chuvas orográficas, conhecidas como chuvas de relevo, ocorrem quando uma massa de ar carregada de umidade sobe ao encontrar uma elevação do relevo, como uma montanha ou uma serra (nesse caso a Serra do Mar), com a queda da temperatura, o vapor de água condensa e provoca chuva. Essa categoria de precipitação costuma ser persistente, o que gera grandes volumes de chuva, e consequentemente transtornos como alagamentos, transbordo de rios e deslizamentos de terra. Portanto, áreas da Costa Verde podem receber volumes de chuva de até 150 mm nos próximos dias, atenção.


Fontes: CPTEC/INMET (Windy, GFS e ECMWF)

Equipe M.C.F

VEJA TUDO:

 cidade    diário de itatiaia BLOG   cultura   esporte   política     polícia     vida social      colunistas      vídeos

+ MAIS NOTÍCIAS: