DIÁRIO.png
Sem título-1.png
blog 2.png

Por Rafael Fioratto: A Lua como metáfora...

Atualizado: 9 de fev.

Por Rafael Fioratto

Falar sobre a influência da Lua em tempos que parte das pessoas não acreditam nas vacinas parece ser algo exótico ou esotérico demais. Mas a primeira coluna do ano de 2022 vem falar sobre os ciclos que as nossas vidas seguem. Os povos primitivos em diversas partes do mundo usavam a lua e suas fases como guia para plantação, colheita, comemorações, rituais e tudo que tivesse a ver como calendário. Não é à toa que o ano é dividido em 12 meses que são praticamente 12 fases da lua. Podemos analisar que a vida da gente também segue ciclos, temos as diferentes idades, as diferentes fases de estudos, relacionamentos e de tempo em tempo chegam pessoas através de nascimentos, amizades e também partem pessoas pela morte ou pelo fim de um ciclo para iniciar o outro. Em 2022 resolvi acreditar que tudo aquilo de bom que possa acontecer tem e pode ter a ver com com os ciclos lunares, é uma forma de tornar visível e mais didático a mina autoconfiança e os meus compromissos comigo. Tem a ver com a fé que a gente coloca na possibilidade de criar e realizar aquilo que se quer, o que se sonha.


Todas as transformações e todas as conquistas estarão sempre ligadas ao bem-estar pessoal e isso é mais importante do que qualquer outro tipo de fator externo.

A primeira fase da lua, nova, é o momento de plantar, brotar, germinar e iniciar os projetos. Logo em seguida vem a crescente que vai dar corpo e andamento a tudo aquilo que a gente plantou. E em seguida vem a lua cheia, o apogeu, a colheita que vai nos dar satisfação, alegria e sucesso.


Como tudo na vida é passageiro e chega a ser efêmero não podemos evitar a fase da lua minguante que vai preparar para a nova plantação. É o tempo do encerramento, o tempo de preparar para nova plantação. É o fim dos ciclos assim como é o fim de vida, dos relacionamentos ou qualquer outra coisa que esteja em cima dessa terra e que não deve ser encarado como momentos ruins. Podem ser momentos difíceis que nos deixam com a sensação de desamparo, mas devemos lembrar que existe o próximo ciclo da próxima lua que será "Nova novamente" e que vai recomeçar e que vai possibilitar a plantação, o novo cultivo e Colheita


Não precisa acreditar na lua e nem acreditar no sol embora eles existam e estejam passando pelos céus diariamente. Mas é preciso acreditar em si e se fazer presente numa realidade fantástica e possível. A fé, a coragem e o trabalho é o que nos move para o sucesso. Mas é importante percebermos os ciclos. E é necessário entender que o ano pode ser novo até mesmo em dezembro. Com o tempo nos afastamos da ligação que primitivamente tínhamos com a natureza. Esquecemos Até mesmo de olhar para o céu e ver a lua, mas devemos saber que a força para o recomeço dos ciclos está em nós.

VEJA TUDO:

 cidade    diário de itatiaia BLOG   cultura   esporte   política     polícia     vida social      colunistas      vídeos

+ MAIS NOTÍCIAS: