DIÁRIO.png
Sem título-1.png
blog 2.png

130 anos: Toivo Uuskallio, o idealizador e fundador da Colônia Finlandesa de Penedo

Toivo tinha personalidade marcante, muita fé em Deus e era adverso a qualquer tipo de violência.

No dia 23 de setembro de 1891, 130 anos atrás, nascia na Finlândia em 23 de setembro, Toivo Bernhard Uuskallio, principal personagem da história da Colônia Finlandesa de Penedo: foi ele quem convenceu compatriotas a emigrarem para o Brasil para aqui fundarem uma colônia agrícola-vegetariana. Toivo é patrono da Academia de História de Itatiaia, ocupando a cadeira nº 8. Toivo tinha personalidade marcante, muita fé em Deus e era adverso a qualquer tipo de violência. Faleceu em 19 de agosto de 1969.


A história de Toivo com a Colônia

Sua família possuía uma fazenda – escola para onde convergiam aprendizes de toda parte daquele país.Na numerosa família todos trabalhavam juntos; o pai de Toivo fazia móveis, armas e “ kanteles” (instrumento musical de cordas) e as mulheres, além de ajudar na lavoura, cuidar dos afazeres domésticos, fiavam o linho e a lã para tecer para tecer seus próprios tecidos.


Toivo adoeceu gravemente e resolveu adotar o regime absolutamente vegetariano. Com isto se curou e quis propagar os resultados desta experiência para outros. Publicou livros sobre nutrição, agricultura e religião, tendo previsto já , naquela época, os desequilíbrios da natureza se a humanidade continuasse transgredindo contra ela. Na Finlândia, naquele tempo, era muito difícil seguir o regime vegetariano devido ao longo e rigoroso inverno, não havendo os recursos de hoje.


Surgiu então, a idéia de procurar um país onde o clima permitisse viver mais de acordo com seus ideais. Formou-se um grupo, para comprar um local adequado aos seus objetivos. Encontraram a fazenda Penedo no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Era uma antiga fazenda de café e depois de gado, pertencente ao Mosteiro de São Bento. A compra foi efetuada e começaram a vir os primeiros colonos. Tiveram inúmeras dificuldades; muitos desistiram, mas os que permaneceram tiveram uma vida muito árdua, criando no entanto, raízes profundas nesta boa terra.


Tentaram manter algumas tradições finlandeses, como a sauna, as danças típicas, trabalhos manuais e reuniões para cantar canções da terra natal, com várias vozes. As dificuldades com a agricultura foram tão grandes, que os colonos começaram a procurar outros meios de sobreviver.


Surgiram as primeiras pensões familiares, fabricação de geléias e chutneys caseiros, artesanatos utilizando o know-how finlandês com materiais do Brasil: madeira, bucha, capituva, tapetes e tecidos feitos à mão. O sonho de Toivo Uuskallio e outros companheiros, talvez não tenha se realizado no sentido de formar um pequeno paraíso na terra, mas com muito sacrifício e tenacidade, chegou perto.


Fonte: Academia Itatiaiense de História: Patronos da ACIDHIS (acidhisoficial.blogspot.com)

Foto de: Martti Aaltonen – retirada do blog da Academia de História

VEJA TUDO:

 cidade    diário de itatiaia BLOG   cultura   esporte   política     polícia     vida social      colunistas      vídeos

+ MAIS NOTÍCIAS: